Os benefícios do empoderamento feminino

OS BENEFÍCIOS DO EMPODERAMENTO FEMININO

              O empoderamento feminino traz vários benefícios para as mulheres e as pessoas ao seu redor.

              Os maiores benefícios são:

  • Busca pela autonomia e consciência do seu poder;
  • Investimento em sua produtividade;
  • Ter maior engajamento social;
  • Resgate da autoestima para assim melhorar a autoconfiança;
  • Estar atento as suas emoções e não agir por impulso;
  • Trabalhar sua motivação para o alcance de suas metas;
  • Desenvolvimento da tolerância.

Mulher empoderada está disposta a enfrentar suas dificuldades e superar os obstáculos para investir em seu bem-estar.

Paula Espíndola

#empoderamentofeminino #mulheres #relacionamentospsicologia #insightpsique #paulaespindolapsicologa

Como se tornar uma mulher empoderada?

COMO SE TORNAR UMA MULHER EMPODERADA?

              A ferramenta mais valiosa para o empoderamento emocional é o autoconhecimento.

              Aqui vão algumas dicas para se tornar mais empoderada, que são:

  • Investir em sua autoestima e autoconfiança;
  • Estabelecer relações de reciprocidade e respeito;
  • Aprender a dizer NÃO;
  • Reconhecer suas qualidades e entender seus talentos;
  • Tomar suas próprias decisões;
  • Agir de acordo com seus princípios e valores;
  • Ter consciência de seu valor e poder;
  • Manter seu equilíbrio emocional, sem agir por impulsividade;
  • Abraçar as oportunidades;
  • Analisar suas atitudes e reações diante das dificuldades e demais situações;
  • Entrar e ação, colocando suas metas em prática;
  • Estar sempre disposta a avaliar seus atos e corrigir seus erros.

Está preparada para encarar seu autoconhecimento? Aprenda a se conhecer plenamente.

Paula Espíndola

#mulherempoderada #empoderamentoemocional #relacionamentospsicologia #insightpsique #paulaespindolapsicologa

Perguntas para psicóloga sobre AUTOESTIMA

AUTOESTIMA

  1. Tenho duas filhas de relacionamentos diferentes, me apaixonei por um rapaz mais novo, mas descobri que ele tem uma amante e não aceito. Moramos dois meses juntos, porque ele a largou e voltou para mim. Mas agora estou sozinha, sofrendo e estou muito triste.

              Estou percebendo que você está sofrendo bastante, mas agora é hora de você pensar mais em você e fazer algumas reflexões sobre sua vida e a sua autoestima.

              Mas o que é autoestima? É a imagem que temos de nós mesmos, tanto física como emocional. É a valorização positiva e a opinião que temos de nós.

              Mas no seu caso, o que estou percebendo é que você está nesse ciclo vicioso de idas e vindas nesse relacionamento, passando por cima das suas angústias e sofrimento para aceitá-lo de volta.

              Será que vale a pena tanto sofrimento?

              Pense mais em você, valorize-se, aceite esse fim desse relacionamento, incorpore esse luto dessa relação e só depois vá em busca de novos relacionamentos saudáveis, de uma pessoa que te valorize e que te respeite.

  • Não tenho coragem de dar um passo à frente com decisões na minha vida. Tenho medo. Já procurei ajuda, mas regredi. Como posso ser ajudada?

              Em primeiro lugar se você procurou ajuda e regrediu, então acho que seria interessante você não desistir da ajuda, vá em busca de uma psicoterapia para entender esse mecanismo do medo de tomar decisões.

              Analise seus padrões de medo para tomar decisões, faça pequenas mudanças para ir enfrentando esse medo, dê pequenos passos e valorize cada progresso por menor que seja, mas não arraste o seu problema.

  • Como agir quando passo a não acreditar nos elogios das pessoas? Há um tempo, eu dependia de elogios para poder acreditar em mim mesma. Há algum tempo, parei de depender disso, acredito no meu potencial, porém, desacreditando do que os outros falam. Tem algum problema nisso?

              Em primeiro lugar eu te pergunto, como está a sua autoestima? Você está se curtindo?

              É claro que é bom receber elogios dos outros, aumenta nosso ego, mas viver dependendo dos elogios dos outros também não é muito bom.

              Abandone as comparações sociais.

              Será que você está se valorizando? Pensar em si mesmo, elogiar-se, olhe para o espelho diariamente e se pergunte: “O que posso melhorar hoje para me sentir ainda melhor?”

  • Namoro há quase um ano e meu namorado ainda não me levou a casa dele. Preciso conversar com ele, pois ele vem a minha casa e já conhece algumas pessoas da minha família. Será que tem vergonha de mim?

              Você tem que conversar com ele para entender o porquê está acontecendo isso.

              Ele já te falou sobre a família dele? Eles sabem do namoro de vocês? Como é a relação dele com a família?

              Porque se já faz quase um ano que vocês estão namorando, acho que seria importante ter esse contato com ambas as famílias.

              Então converse com ele para chegarem num consenso.

  • Não estou feliz comigo, o que posso fazer para melhorar minha autoestima?

              Então vou dar algumas dicas:

  • Em primeiro lugar, pense positivamente sobre você;
  • Faça coisas que te dão prazer, que goste de fazer, como escutar boa música, ler um livro, passear, enfim o que te agrade;
  • Exercite-se, faça uma caminhada ou algum esporte que goste;
  • Passe mais tempo com pessoas que goste;
  • Evite pessoas que te façam mal;
  • Escreva numa folha seus pensamentos negativos e analise racionalmente, converse com esses pensamentos duramente, enfrentando-os;
  • Vá em busca da sua felicidade.

Vídeo do tema: Como aumentar minha autoestima?

Paula Espíndola

#autoestima #relacionamentospsicologia #paulaespindolapsicologa #insightpsique

Atitudes de mulheres inteligentes

ATITUDES DE MULHERES INTELIGENTES

              Segundo Augusto Cury existem algumas atitudes fundamentais para as mulheres inteligentes, que são:

  • Pedir desculpas quando se erra;
  • Elogiar as boas atitudes das pessoas que estão ao nosso redor;
  • Investir em seus sonhos;
  • Surpreender com atitudes imprevisíveis, encorajadoras e positivas;
  • Ter um bom diálogo, saber falar e ouvir os outros;
  • Dialogar consigo mesmo.

Qual dessas atitudes estão mais presentes em sua vida? Pense nisso!

Paula Espíndola

#mulheres #mulherinteligente #relacionamentospsicologia #paulaespindolapsicologa #insightpsique

Como adquirir o empoderamento emocional?

COMO ADQUIRIR O EMPODERAMENTO EMOCIONAL?

              Para adquirir o empoderamento emocional deve-se estar ciente da entrega e aprimoramento em seu desenvolvimento pessoal.

              Será fundamental ter algumas atitudes para esse empoderamento emocional, que são:

  • Investir em sua autoestima;
  • Nutrir seu amor-próprio;
  • Dedicar-se ao autoconhecimento;
  • Escutar seus sentimentos;
  • Observar e analisar suas atitudes e comportamentos;
  • Aumentar sua autoconfiança;
  • Não ter medo de se expressar;
  • Desenvolver a empatia;
  • Exercitar o respeito pelo próximo;
  • Ser persistente.

Lidar com nossos sentimentos e emoções não é uma tarefa fácil, será necessário ter autocrítica, empatia e grandes momentos de reflexões.

Paula Espíndola

#empoderamentoemocional #empatia #autoconhecimento #relacionamentospsicologia #insightpsique #paulaespindolapsicologa

O que é empoderamento emocional?

O QUE É EMPODERAMENTO EMOCIONAL?

              Empoderamento emocional é perceber, reconhecer, apoiar e investir em si mesmo. É aprender a reconhecer suas próprias emoções, investir na autoestima e fortalecer sua autonomia.

              Esse empoderamento é um grande mergulho dentro de nós, permitir-se viver suas emoções, para que se possa trabalhar sua inteligência emocional, que é a capacidade de sentir suas emoções, seguir em frente mesmo diante das nossas dificuldades.

              Segundo Daniel Goleman, “inteligência emocional é a capacidade de identificar os nossos próprios sentimentos e dos outros, de nos motivarmos e de gerir bem as emoções dentro de nós e nos relacionamentos”.

              O inteligente emocional tem habilidades para perceber, entender, avaliar e lidar melhor com suas emoções.

Paula Espíndola

#empoderamentoemocional #inteligenciaemocional #relacionamentospsicologia #insightpsique #paulaespindolapsicologa