Não viva uma relação amedrontada

NÃO VIVA UMA RELAÇÃO AMEDRONTADA

              O medo de que algo grave aconteça no relacionamento abusivo, não pode ser desprezado, principalmente quando o abusador faz uso excessivo de álcool ou drogas.

              Reflita em sua vida, quer viver assim até quando?

              O sofrimento e o medo constante trazem um grande desgaste emocional, deixando a pessoa com a sensação de estar perdendo sua força interna.

              Ninguém merece viver uma relação amedrontada e para lidar com essa situação, deve-se:

  • Analise desde quando começou esse medo;
  • Quais atitudes e comportamentos dele que te levaram a ter esse medo;
  • Observe as suas reações físicas e emocionais diante desse medo;
  • Procure apoio de amigos e ajuda profissional;
  • Aprenda a impor seus limites;
  • Enfrente esse medo, faça pequenos movimentos para esse enfrentamento sem se colocar em risco;
  • Em caso de ameaças e agressões procure as autoridades judiciais.

Está difícil tomar uma decisão sozinho? Procure a psicoterapia para se fortalecer e resgatar sua força interna.

Paula Espíndola

#medo #amedrontada #sofrimento #relacionamentoabusivo #paulaespindolapsicologa #insightpsique

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s