Perguntas para psicóloga sobre CONFLITOS NO CASAMENTO

CONFLITOS NO CASAMENTO

  1. Quando criança, sempre disse que o único homem que poderia me bater seria meu pai. Hoje, meu marido me bateu depois de me agredir com palavras. Arrumei minhas caixas e saí de casa. Minha sogra veio pedir que por favor o perdoe. Ele também me pediu, disse que teve essa atitude sem pensar. Mas, não vou contra meu pensamento. Até porque, em uma mulher não se bate.

              Concordo com você, nunca devemos aceitar nenhum tipo de agressão, que pode ser física, verbal ou emocional.

              O que você está colocando é que sofreu com agressões verbais e físicas e com certeza atingiu seu lado emocional.

              E quanto a sua sogra vir pedir para você perdoar, acho que você tem que escutar o seu coração e refletir o que você quer para a sua vida.

  • O que um homem quer de uma mulher? Ele quer uma mãe? Uma dona de casa? Uma cuidadora de criança?

               Eu acredito que quando estamos num relacionamento amoroso, em primeiro lugar tem que ter sentimento recíproco, amor, admiração, capacidade de negociar e saber organizar a rotina.

              Então você tem que refletir sobre o tipo de relacionamento que você está vivenciando e ir em busca da sua felicidade.

  • O que uma mulher espera de um homem? Um homem com posses?

              Quando a pessoa resolve se unir a outra por uma posição financeira estável, fica uma situação bem delicada, porque todo relacionamento amoroso passa por crise que é normal, as discussões conjugais são normais, pois é sinal que temos algo para investir na nossa relação.

              Agora se não existe amor, pode ficar bem complicado.

              Mas cada um tem que ver o que quer para a sua vida, porque nós vamos em busca dos relacionamentos que cabem dentro de nós.

  • Meu companheiro não faz nada em casa depois que nos casamos. Antes, me ajudava em tudo.

              No decorrer do casamento, as pessoas tendem a mudar. Porque imagina um casal que namorou durante 5 anos e está casado há 20 anos. Em 20/25 anos, as pessoas mudam, suas ideias, seus valores com o decorrer do tempo devido o próximo amadurecimento e o amadurecimento também da relação.

              Mas se isso te incomoda, você deve conversar com ele, sem criticá-lo e ir bombardeando, exponha seus desejos e angústias e converse com ele numa boa para chegarem num consenso.

  • Meu marido só fala de um assunto: que geralmente é o que ele gosta. Não fala sobre outra coisa nem pagando.

              O ideal em um relacionamento é você fazer trocas, compartilhar suas ideias, pensamentos, sentimentos, mas quando o parceiro se fecha em seu mundo e não dá abertura para outro pertencer a este mundo, dividi-lo, aí fica complicado.

              Sugiro que tente um diálogo franco, não seja bruta, fica atenta na sua comunicação não verbal, nos gestos, na sua expressão e não use um discurso destrutivo, porque assim ele poderá se fechar e vocês não vão chegar a nenhum acordo. Pense nisso!

  • É errado querer que o homem seja o provedor da casa?

              Isso é um assunto bem pessoal de cada família, depende dos acordos que vocês fizeram desde o início da relação.

              Às vezes, a mulher quando casa decide em deixar de trabalhar para cuidar da casa, dos filhos, da família, de todos os afazeres que não são poucos, mas isso vai de cada um.

Então pense:

  • Esse é o seu caso?
  • Você está feliz com essa situação?
  • Ou isso está te incomodando?

              Consulte seu coração e responda essas perguntas antes de tomar qualquer decisão.

  • Quando meu esposo bebe, fica insuportável. Posso dormir fora de casa quando ele está desse jeito?

              Eu não sei o que quis dizer com insuportável. Eu te pergunto: ele fica agressivo? Você que está convivendo com essa situação tem que observar, pensar bem e tomar uma atitude.

              Agora será que sair de casa, você não está fugindo da situação, com receio de ter que enfrentar e tomar uma decisão.

              Sugiro que converse com ele, lógico quando estiver sóbrio, fale com ele no dia seguinte e exponha o que está sentindo.

Vídeo do tema: Como enfrentar os conflitos no casamento?

Paula Espíndola

#conflito #casamento #relacionamentoamoroso #relacionamentospsicologia #insightpsique #paulaespindolapsicologa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s