Será que sou uma MADA?

SERÁ QUE SOU UMA MADA?

              Segundo a terapeuta conjugal Robin Norwood, escritora do livro “Mulheres que ama demais”, existem várias características de uma MADA.

              Essas características são:

  • Lar desajustado: um lar e que suas necessidades emocionais não foram satisfeitas.
  • Não receber atenção: como não recebeu atenção, tenta suprir essa necessidade através de outra pessoa.
  • Escolher homem inacessível para suprir carência familiar: como não teve pais atenciosos e afetuosos, escolhe homem inacessível, onde tenta, mas novamente transforma através do amor exagerado.
  • Medo de ser abandonada: com esse medo, faz qualquer coisa para impedir o fim do relacionamento.
  • Tempo exclusivo para outro: dedica seu tempo para ajudar o homem amado.
  • Falta de amor nos relacionamentos: habituada a falta de amor em seus relacionamentos, faz de tudo para agradar o parceiro para não o perder.
  • Assume a culpa pelas falas dos relacionamentos: tem o hábito de assumir a culpa para si em seus relacionamentos.

No próximo texto trarei mais 8 características de uma MADA. Acompanhe!

Paula Espíndola

#mada #mulheresqueamamdemais #relacionamentospsicologia #insightpsique #paulaespindolapsicologa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s