Perguntas para psicóloga sobre SEXUALIDADE

Perguntas para psicóloga sobre SEXUALIDADE

  1. A sexualidade nos relacionamentos mudou bastante com o passar do tempo. Diante disso, como encarar a seguinte situação: Quero sair com uma pessoa, mas também quero transar com ele, logo de cara. Tem algum problema se esse é o meu desejo?

              Se o seu desejo é transar no primeiro encontro, você mesma que terá que decidir isso.

              Mas o que posso te falar é que a sua decisão deverá ser consciente dos seus atos para que você não se arrependa depois.

              Então veja se realmente vale a pena e tome a sua decisão conscientemente.

  • Muito se fala que um homem quer uma “lady” na rua e uma “assanhada” na cama. É verdade?

              Não importa muito o que se fala por aí, mas sim o que o casal esteja realmente afim, cabe a ambos decidirem o que será melhor para vocês.

  • Dentro de 4 paredes, vale tudo o que foi acordado fora do quarto?

              Dentro de 4 paredes pode ocorrer tudo que o casal queira, desde que ambos estejam conscientes e de comum acordo, porque não adianta você aceitar o que foi acordado somente para agradar o seu parceiro, porque assim passará por cima dos seus desejos, fantasias e principalmente seus sentimentos.

  • Meu parceiro curte determinadas coisas na cama que eu por ser tímida, não entendo muito. Posso falar para ele abertamente sem medo?

              Não só pode, como deve falar abertamente, por isso que a intimidade do casal é muito importante, para que se possa falar dos seus desejos, fantasias e também do que não quer, não aceita.

  • Durante o sexo, sou bem calada, não sou de falar, mas o cara sabe que está me satisfazendo, mas já ouvi que os homens gostam de ouvir algumas coisas picantes. Como deixar a timidez de lado?

              Em primeiro lugar não se preocupar tanto com o que se ouve por aí e sim com você e o momento.

              Na sexualidade, a intimidade emocional tem um papel principal, através da fala e escuta, principalmente expressando seus sentimentos, desejos e fantasias.

  • É normal uma pessoa não querer inovar na vida sexual? Tenho medo de que a rotina do dia a dia atrapalhe meu relacionamento.

              Essa é uma pergunta interessante, porque a sexualidade reflete no relacionamento do casal.

              O que me parece, é que só essa sua questão, já mostra a sua preocupação em querer mudar.

              Com o tempo os casais tendem a ficar acomodados, mas não podemos deixar esfriar a relação, então faça você o movimento para aquecer essa união. Surpreenda-o!

              Agora se diminuiu o desejo sexual, tanto seu, como do seu parceiro, podem ser causas físicas ou emocionais.

              Então vale a pena investigar, através de um médico e também terapia de casal, inclusive terapeuta sexual.

  • Sou muito travada quando se trata de sexo e isso me atrapalhou e atrapalha muito. Como posso melhorar essa situação?

              É importante deixar claro, que a sexualidade é todo um contexto, não só o ato sexual, mas o beijo, abraço, toque carícias, mensagens carinhosas recebidas durante o dia, por isso que falo que a sexualidade está presente o tempo todo, não somente na cama.

  • Devido a um trauma de infância, acredito que minha vida sexual ficou bloqueada. Como posso abordar isso com meu companheiro para que não afete mais nossa vida sexual?

              O diálogo é sempre o melhor caminho, converse com ele, conte o que te aconteceu, porque além de aliviar o seu coração, ele entenderá melhor as suas dificuldades e a união do casal poderão ficar ainda mais fortalecida.

  • Como posso aprimorar a minha sexualidade?

              Aqui vão algumas dicas:

  • em primeiro lugar, querer aprimorar, que já é uma mudança;
  • ter autoconfiança, acredite mais em si;
  • valorize e aprimore sempre sua autoestima;
  • tenha iniciativa, não espere do outro;
  • ouse mais;
  • lembre-se que o sexo não é uma obrigação e sim um prazer;
  • fale dos seus desejos e fantasias;
  • nunca esqueça do encantamento e da admiração;
  • namore sempre;
  • lembre-se que o beijo é o termômetro do relacionamento, então beijem muito.

Vídeo do tema: https://www.youtube.com/watch?v=RCbT5pfc0Z0&t=1s

Paula Espíndola

Psicóloga e Terapeuta Sexual

#relacionamentospsicologia #paulaespindolapsicologa #insightpsique #psicologaonline #terapeutasexual #relacionamentoamoroso #sexualidade #intimidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s