Perguntas para psicóloga sobre FIM DO RELACIONAMENTO – PARTE 2

Perguntas para psicóloga sobre FIM DO RELACIONAMENTO – PARTE 2

  1. Casada com 26 anos, sempre fui muito bem tratada pelo meu marido, hoje tenho 46, um ano e meio a menos que ele e hoje ele está se achando, agora estou quase conseguindo me libertar financeiramente, mas gosto muito dele e nunca deixei e nem deixarei que ele pise em mim, sempre deixei livre para ir, se quisesse, as não aceito falta de respeito. Você acha que estou agindo certo?

              Sim, suas convicções estão no caminho certo.

              Reveja o que você quer para si para não se arrepender, porque existem muitas pessoas que só dão valor para a pessoa, quando perdem.

  • Depois de quase 10 anos separados, meu ex procura já casado e eu também, fiquei muito surpresa com tudo, porém gostei, como lidar com isso?

              Está me parecendo que você está muito confusa, pense o que você quer para si, mas sugiro que quando tomar sua decisão, converse com seu atual parceiro.

              Temos que ter consciência das nossas escolhas e atitudes e não devemos fazer com o outro, o que não queremos para nós mesmos.

  • Por que será que sofremos tanto, tenho 3 dias que separei, sinto que estou sem um pedaço de mim. Lembro dele, de tudo, de quando rimos, brincamos, acordamos juntos.

              É claro que sofremos com o fim do relacionamento, é natural você estar sofrendo, afinal faz pouco tempo.

              Você diz que está lembrando dos momentos com ele, mas tente relembrar da situação como um todo, não só das coisas boas, mas das que também não foram tão boas e que levou ao fim desse relacionamento.

              Mesmo quando o relacionamento não está muito bom, quando termina a tendência é ficar um vazio interno.

  • Como devo agir para conseguir seguir em frente e como devo agir para mostrar para o meu ex que estou muito bem sem ele?

              Em primeiro lugar entender o porquê seu relacionamento acabou, qual motivo levou a isso, que pode ser uma rotina desgastante ou um simplesmente porque o sentimento acabou. É fundamental para entender e chegar no melhor modo de superação desse término de relacionamento.

              Mas quanto a você, aprenda a conviver consigo mesma, desfrute da sua presença e descubra seu próprio modo de superação.

              Você deve estar bem consigo mesma. Como vai sua autoestima?

              E o que menos importa é querer mostrar para ele como você está bem, preocupe-se com você.

              Encontre-se na sua essência e siga em frente.

  • Qual o primeiro passo para deixar de ser dependente do amor de uma pessoa? Como aprender a viver só?
  • Liberte-se dos sentimentos negativos;
  • Compare como era sua união no início e como estava no fim do relacionamento;
  • Não emende um relacionamento no outro, viva esse luto que é fundamental, porque não será bom nem para você e nem para seu novo parceiro;
  • Desfrute da sua presença.
  • Quais os sentimentos mais comuns que são vivenciados no fim do relacionamento?

              Os sentimentos mais comuns são:

  • Sensação de abandono;
  • Rejeição;
  • Culpa;
  • Raiva;
  • Tristeza;
  • Solidão;
  • Insegurança;
  • Perda da admiração;
  • Falta de desejo sexual, quando o ato sexual não faz mais sentido;
  • Quando começa a torcer para que seu parceiro não chegue logo;
  • É triste quando torce para outro terminar o relacionamento, porque você não tem coragem.
  • Como posso superar o fim de um relacionamento? Isto é possível?

              Sim, é possível, mas temos que aprender a lidar com etapas desse luto.

              Aqui vão algumas dicas para superar esse término, como:

  • Aprenda a lidar com suas emoções e sentimentos negativos;
  • Chore muito, coloque suas emoções e angústias para fora;
  • Avalie todo seu relacionamento;
  • Não vasculhe as redes sociais do seu ex;
  • Desvie sua atenção do parceiro;
  • Mude seus hábitos e lugares que frequentava com ele;
  • Procure apoio familiar e amigos;
  • Faça atividades que lhe dê prazer para se animar um pouco mesmo sendo difícil;
  • Aprenda com seus erros;
  • Eleve sua autoestima;
  • Se tiver difícil encontrar um modo de superação, procure ajuda psicológica, uma psicoterapia.

Vídeo do tema:

Paula Espíndola

Psicóloga, Psicoterapeuta de casal e Terapeuta Sexual

WhatsApp 11 98313 2371

#relacionamentospsicologia #paulaespindolapsicologa #insightpsique #psicologaonline #terapeutasexual #relacionamentoamoroso #fimdorelacionamento #lutodorelacionamento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s