Perguntas para psicóloga sobre TRAUMAS PSICOLÓGICOS – Parte 2

Perguntas para psicóloga sobre TRAUMAS PSICOLÓGICOS – PARTE 2

  1. É possível reconstruir um casamento depois de uma no de separação, com muitos traumas, tipo: traição, violência física e emocional? Hoje a pessoa quer voltar dizendo que quer a família de volta e que é outra pessoa. A amante o ajudou a ser uma pessoa melhor. Insegurança total.

Acredito que reconstruir um relacionamento é possível, desde que ambos estejam de acordo e cientes dessa decisão.

Analise se você conseguirá encarar esse relacionamento novamente com todos esses traumas psicológicos.

Esteja firme da sua decisão, caso o aceite novamente, converse muito, exponha o que você quer daqui para frente e deixe as amarguras do passado para trás.

  • Sempre acho que vou me machucar, antes mesmo de começar eu saio fora, não tenho paciência, qualquer coisa eu já vejo defeito na pessoa e aí termino com a pessoa. Estou sempre começando e terminando os meus relacionamentos.

O que está me parecendo, é que você sofreu muito com algum trauma do passado e não conseguiu superar esse sofrimento.

É como se você criasse um obstáculo para novos relacionamentos, como uma defesa.

Aprenda com o que te faz sofrer, para não achar que todos os relacionamentos poderão ser situações de risco.

  • Como lidar com pessoas que já foram traídas e continuam nutrindo um sentimento de desconfiança nos relacionamentos seguintes? Qual o tratamento adequado as pessoas que sofreram com esse trauma?

Em primeiro lugar para confiar nos outros, precisamos ter mais autoconfiança.

Lembrar que nenhum relacionamento é igual ao outro, porque as pessoas são diferentes.

Isso acontece porque a ocorrência de uma experiência muito negativa, acaba ultrapassando as nossas defesas psicológicas.

Invista mais em você e trabalhe com sua autoestima, porque nos casos de traição tende a ficar abalada.

  • A desconfiança no novo parceiro, duvidar do carinho e amor, sempre achando que o outro tem muitos outros interesses, porque esse sentimento, mesmo sabendo que é assim?

Isso acontece porque você teve uma experiência dolorosa, formando uma memória traumática.

O acesso a esse tipo de memória se dá por meio de situações que façam a pessoa reviver sentimentos relacionados a esse trauma.

  • Medo de ser traída novamente, paranoias na cabeça, ficar imaginado sempre algo negativo, ficar perseguindo a pessoa, sofrendo antecipado por algo que nem aconteceu, ficar vasculhando as coisas dele, querendo descobrir algo, sufocar, controlar, tratar bem excessivamente, mas com outra intenção, creio que erros sejam alguns sintomas que tem algum trauma. O que fazer?

Isso que você citou, demonstra a insegurança que a pessoa adquire de acordo com seu trauma, pois é um tipo de dano emocional que ocorre como resultado de algum acontecimento, acarretando muito sofrimento emocional e muitas vezes até físico.

  • Não podia me vestir como queria, tirou de mim toda a minha essência, quando eu coloquei um fim, ele me xingou de todos os nomes possíveis. É normal esse sentimento de que deveria ter me calado e ficado com ele. Parece que faz falta ele falando bravo todos os dias, mas ao mesmo tempo um alívio. Eu nunca mais quero me envolver com ninguém por causa da relação que tive. Isso é um trauma?

Em primeiro lugar, que bom que você conseguiu colocar um ponto final nessa história de tanta dor e sofrimento.

Quanto a esse sentimento de arrependimento de ter se manifestado, pode ser por uma carência emocional.

Invista mais em você e eleve sua autoestima que provavelmente está muito abalada.

Antes de tentar se envolver com alguém, esteja bem consigo mesma, vivenciando esse luto do relacionamento para que assim você consiga se fortalecer mais e depois estar pronta para um novo amor.

  • Como se relacionar com novas pessoas sem sentir o tempo todo que tudo de ruim que passou vai se repetir?

Existem algumas atitudes que devem ser pensadas e colocadas em prática, que são:

  • Afastar os pensamentos negativos e as lembranças ruins;
  • Ocupar seu tempo ocioso;
  • Valorizar os bons sentimentos;
  • Não pensar em vingança, que não levará a nada;
  • Deixar as amarguras do passado, pensar em reconstruir-se para o seu futuro.
  • Como uma pessoa pode superar os traumas do passado?

É claro que superar é um processo doloroso e difícil, por isso é fundamental o acompanhamento psicológico, a psicoterapia.

Agora vou dar algumas dicas para conseguir superar esses traumas:

  • Entender e compreender a real situação, estar aberto a mudanças;
  • Analise toda a situação, verifique e assuma sua responsabilidade;
  • Reconhecer atitudes e comportamentos que levaram a essa dor e sofrimento;
  • Com suas emoções mais controladas, agora analise cuidadosamente o fato ocorrido;
  • Agora é hora de seguir em frente, pensar na sua recuperação emocional.

Vídeo do tema:

Paula Freitas

Psicóloga, Psicoterapeuta de casal e Terapeuta Sexual

WhatsApp 11 98313 2371

paulafreitaspsicologa@gmail.com

@paulafreitaspsicologa

@relacionamentoabusivopsi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s