Perguntas para psicóloga sobre SOFRIMENTO – Parte 2

Perguntas para psicóloga sobre SOFRIMENTO – Parte2

  1. Como faço para deixar esse sentimento de lado? Estou sofrendo muito. Não tenho paz interior. Me ajude!

              O sofrimento gera alguns sentimentos desagradáveis ou emoções que afetam o funcionamento normal da pessoa.

              Sugiro que você assista o vídeo sobre autoconhecimento, que tem algumas dicas, porque o autoconhecimento leva a busca do seu próprio interior e você se conhecendo bem, fica mais fácil de enfrentar esses desafios.

  • Hoje acordei bem, só que sai para comprar um presente para minha amiga pois é aniversário dela, de repente vi aquele homem numa roda de capoeira na praça, no centro, rindo, se divertindo, ele não me viu. Senti uma dor no peito, gelei, suei as mãos, meu coração parecia que ia explodir, uma revolta dentro de mim, alguns amigos dele me viu, mas ele não. Entrei numa loja, sensação de morte, vazio, indignação, voltei para casa destruída, parecia que voltou tudo sabe. O que fazer?

              O sofrimento ocorre quando idealizamos alguém ou uma situação e no seu caso, você deve ter idealizado esse relacionamento que por algum motivo não deu certo.

              O que te faz sofrer, é ver que ele está seguindo a vida dele e você não conseguiu superar isso.

  • Pense mais em você;
  • Invista na sua autoestima;
  • Faça atividades prazerosas;
  • Caso não consiga lidar com essa situação procure uma psicoterapia.
  • O sofrimento realmente é opcional?

              O sofrimento ocorre por uma idealização do que sonhamos e que não foram realizadas.

              As pessoas têm a tendência de olhar para o que perdeu e não em suas conquistas e isso consequentemente leva ao sofrimento.

              Muitos falam que o sofrimento é opcional, mas é claro que sentiremos dores em algum momento e como lidar com essa dor, pode ou não levar ao sofrimento.

              Então sugiro que todos, observem mais suas conquistas, não idealizando tanto para driblar o sofrimento e permitir-se ser feliz.

  • Fui traída, resolvi dar uma chance, mas me sinto triste quando chego em casa, só tenho vontade de chorar, não me sinto em casa, como se aquela não fosse minha casa.

              Antes de perdoar uma traição, temos que refletir muito, para ver se somos realmente capazes de perdoar e seguir em frente.

              Quando perdoamos, temos que deixar as amarguras do passado para trás, virar essa página e viver daqui para frente.

              Procure uma psicoterapia para que você consiga entender melhor esse seu sofrimento e conseguir tomar as melhores decisões.

  • Fale sobre ciúme obsessivo e doentio.

              Resolvi colocar essa pergunta nesse tema, porque é evidente que o ciúme doentio causa muito sofrimento.

              Ter um pouco de ciúme é algo natural, mas o ciúme excessivo e doentio é sinal de insegurança.

              A pessoa passa a desconfiar de tudo.

              Na verdade, é um desejo excessivo de controle dos comportamentos e sentimentos do outro.

              Nesses casos é fundamental, a psicoterapia que trabalhará o motivo que leva a essa:

  • Necessidade de controle;
  • Domínio;
  • Insegurança;
  • Desconfiança;
  • Baixa autoestima;
  • Reconhecer sua parcela de culpa;
  • Estar disposto a mudar essa situação.
  • Quais são os fatores que levam ao sofrimento?

              O sofrimento está ligado a alguns fatores, como:

  • Crise de ansiedade;
  • Não conseguir administrar o seu tempo;
  • Não conseguir lidar com a desconfiança e insegurança.
  • Como superar um sofrimento?

              Aqui vão algumas dicas para superar um sofrimento, que são:

  • Analise o que realmente causa esse sofrimento;
  • Aceite sua dor;
  • Aprenda a controlar suas reações negativas;
  • Controle sua ansiedade;
  • Não se martirize com o passado;
  • Enfrente seu medo;
  • Aproveite as pessoas positivas que estão ao seu redor;
  • Seja você mesmo e incentive a si próprio;
  • Procure uma psicoterapia para conseguir lidar melhor com esse sofrimento.

Vídeo do tema:

Paula Freitas

Psicóloga, Psicoterapeuta de casal e Terapeuta Sexual

WhatsApp 11 98313 2371

paulafreitaspsicologa@gmail.com

@paulafreitaspsicologa

@relacionamentoabusivopsi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s