O narcisista morando em minha casa

O NARCISISTA MORANDO EM MINHA CASA

              Quando temos em nosso ambiente familiar pelos narcisistas, é uma questão delicada, pois exige um convívio diário.

              O convívio com um pai narcisista pode ser algo perigoso, pois suas atitudes narcisistas podem influenciar seus filhos.

              A situação pode se agravar, quando os filhos admiram esses comportamentos narcisistas, pois acreditam que também poderão serem assim tão superiores.

              Quando ocorre a admiração excessiva da filha nesse pai narcisista pode trazer prejuízos decorrentes da fase fálica, onde ocorre o Complexo de Édipo, que ocorre quando a criança se sente atraída pelo sexo oposto.

              Esse período permite a descoberta do objeto do amor e aceitação das limitações, mas quando ocorre desajustes emocionais podem prejudicar os filhos no decorrer da vida.

              Nesse caso, a mãe deve se impor, fazer que sejam respeitados esses limites e jamais participar das chantagens e jogos emocionais, tanto da filha quanto do pai.

              Estando difícil encarar essa situação procure a psicoterapia para entender e encarar essa situação.

Paula Espíndola

Quem cuida da mente, cuida da vida!

#narcisista #narcisismo #relacionamentospsicologia #insightpsique #paulaespindolapsicologa

Características marcantes do narcisista

CARACTERÍSTICAS MARCANTES DO NARCISISTA

              A pessoa narcisista é aquela em que admira exageradamente a sua própria imagem, cultiva e nutre uma paixão excessiva por si mesma.

              É um padrão de consideração distorcida por si mesmo e pelos outros. Exibe uma visão inflada de si mesmo como especiais e superiores.

              As principais características do narcisista são:

  • Frequentemente fechados e egocêntricos;
  • Arrogantes e solidários;
  • Senso exagerado de grandiosidade;
  • Desejam ser o centro das atenções;
  • Gostam de cargos de liderança;
  • Excessiva importância consigo mesma;
  • Reagem mal quando não são percebidos como superiores.

Ao conviver com um narcisista evite entrar em seus jogos emocionais, pois são bem envolventes.

Paula Espíndola

Quem cuida da mente, cuida da vida!

#narcisista #narcisismo #relacionamentospsicologia #paulaespindolapsicologa #insightpsique

Encarando as dificuldades nos relacionamentos

ENCARANDO AS DIFICULDADES NOS RELACIONAMENTOS

              Quando surge as dificuldades nos relacionamentos devem ser encaradas e enfrentadas.

              Para superar as dificuldades nos relacionamentos deve-se:

  • Não traga as memórias do seu passado, dos seus relacionamentos anteriores para o atual;
  • Respeite a individualidade do seu parceiro e não o sufoque;
  • Tente mudar a rotina, provoque mudanças, faça algo diferente do habitual;
  • Aprenda a dividir e delegar as tarefas, assim a rotina não fica estressante;
  • Tenha autoconfiança e aprenda a confiar no parceiro;
  • Tenham sonhos e objetivos em comum;
  • Mantenha sempre o diálogo franco, não deixe para falar amanhã;
  • Dê importância ao carinho, toque e beijo;
  • Proporcione momentos prazerosos do casal;
  • Valorize os bons momentos do casal.

Caso esteja difícil enfrentar essas dificuldades, procure uma psicoterapia.

Paula Espíndola

#dificuldades #relacionamentoamoroso #relacionamentospsicologia #insightpsique #paulaespindolapsicologa

Motivos da falta de libido

MOTIVOS DA FALTA DE DESEJO SEXUAL

              A falta de desejo sexual também é conhecida como falta de libido.

              Existem vários motivos que devem ser investigados quando passa pela falta de libido, que são:

  • Alguma reação do uso de algum medicamento;
  • Estresse e depressão;
  • Estar sempre ocupado e não dar espaço para o parceiro;
  • Alterações hormonais ou até do próprio corpo, pois o corpo muda;
  • Não fazer atividades físicas;
  • Ficar no celular ao invés de aproveitar o momento com seu parceiro;
  • Ter relações sexuais sempre do mesmo jeito, sem reinventar a relação;
  • Dificuldade ou a pressão de ter um orgasmo;
  • Crise no relacionamento;
  • Ficar sempre com a mesma rotina, faça algo surpreendente.

Nesses casos, a terapia sexual é indicada.

Paula Espíndola

#desejosexual #faltadelibido #sexualidade #relacionamentospsicologia #insightpsique #paulaespindolapsicologa

Perguntas para psicóloga sobre RELACIONAMENTO ABUSIVO

Perguntas para psicóloga sobre RELACIONAMENTO ABUSIVO

  1. O que é relacionamento abusivo?

                  O relacionamento abusivo é:

– Quando um dos parceiros demonstra o excesso de poder sobre o outro;

– Quando uma das partes fica na posição para satisfação do outro, esquecendo da sua própria individualidade;

– Fere no emocional, no sexual ou no físico.

                  Às vezes, tem aquelas brincadeiras do parceiro que acaba ferindo o outro. Só é brincadeira quando os dois se divertem, quando um só, acha engraçada aquela situação, não é brincadeira, pode ser um sinal, um indício de relacionamento abusivo.

  • Como saber que estou em um relacionamento abusivo?

                  Quando você:

– Sente medo do outro, se sente inferior a ele;

– Sente-se um dependente afetivo;

– Justifica todas as ações do outro, dando desculpas pelos seus maus atos;

– Faz tudo o que ele quer, mesmo que seja contra sua vontade;

– Não tem coragem para encarar o fim desse relacionamento.

  • Como identificar as atitudes de uma pessoa que age para relacionamento abusivo?

                  Geralmente essas pessoas são:

– Controladoras, querem controlar seus passos, atitudes, até suas roupas;

– Apresentam estrutura psíquica abalada, frágil, porque tem medo de ser enganado, contrariado ou traído;

– Querem tomar as decisões no lugar do outro, como: Onde vai? Com quem? O que vai fazer? Que horas volta?

  • Como sair de um relacionamento abusivo?

              Então aqui vão algumas dicas:

– Primeiro você tem que perceber que está vivenciando um relacionamento abusivo;

– Ter a consciência de que ele não tem sempre a razão;

– Ter a certeza de que você não vai mudá-lo, aliás ninguém muda ninguém;

– Pense mais em você, eleve sua autoestima;

– Planeje-se para o fim desse relacionamento;

– Caso necessário procure uma psicoterapia que poderá te ajudar muito a entender todo esse processo.

Vídeo do tema: Como sair de um relacionamento abusivo?

Paula Espíndola

#relacionamentoabusivo #relacionamentospsicologia #paulaespindolapsicologa #insightpsique

A insegurança devido relacionamentos anteriores

A INSEGURANÇA DECORRENTE DE RELACIONAMENTOS ANTERIORES

              A insegurança é um estado emocional, que traz uma sensação de inferioridade, é quando surge uma situação ameaçadora e falta de garantia de algo.

              A insegurança leva a falta de autoconfiança, gerando grande ansiedade.

              Os relacionamentos anteriores mal resolvidos acarretam insegurança nas próximas relações se não forem trabalhados.

              Quando passamos por traumas anteriores, temos a tendência de achar que tudo poderá ocorrer novamente, tudo será igual, mas isso é um grande engano, porque nenhum relacionamento é igual ao outro, pois as pessoas são diferentes e estamos sempre mudando, renovando.

              Deve-se aprender a viver o presente, sem influências do que ficou para trás.

Paula Espíndola

#insegurança #passado #relacionamentospsicologia #paulaespindolapsicologa #insightpsique