O comportamento da mãe narcisista

OS COMPORTAMENTOS DE UMA MÃE NARCISISTA

              A mãe narcisista vê a filha como uma ameaça e se a atenção se desvia dessa mãe e dirige-se a sua filha, ela sofrerá humilhações, castigos e retaliações.

              A mãe narcisista tem alguns comportamentos típicos, que são:

  • Provoca intrigas, discussões e brigas;
  • Não respeita os limites da pessoa;
  • Podem sofrer de depressão;
  • Exibe um comportamento infantil;
  • Não admite suas responsabilidades e culpabilidade;
  • Não cumpre promessas;
  • Não pede desculpas;
  • Monopoliza os recursos financeiros;
  • Tem opiniões extremas;
  • Pratica o bullying;
  • Não tem empatia.

Observe atentamente esses comportamentos!

Paula Espíndola

Quem cuida da mente, cuida da vida!

#narcisista #mãenarcisista #relacionamentospsicologia #paulaespindolapsicologa #terapeutasexual #insightpsique

Narcisista ou psicopata

NARCISISTA OU PSICOPATA

              Narcisista e psicopata são transtornos de personalidade, esses tipos de transtornos revelam o jeito de ser, de perceber e de ver o mundo.

              A pessoa com transtorno de personalidade narcisista tem um grande senso de superioridade, ou seja, se sente superior a tudo e a todos, atribui valores acima do que tem, por isso o status é tão importante. Ele fala de si e não do outro.

              O psicopata tem como característica principal sua total indiferença em relação aos outros, embora demonstre ser sedutor para atrair sua vítima. Tem grande perversidade e trata os outros com muita frieza.

              O sociopata é controlador, com relacionamentos aparentemente dentro da normalidade e tem a tendência a crimes premeditados.

              Cada transtorno tem um tipo de personalidade que predomina, sendo assim, fica mais difícil a mãe narcisista ser uma psicopata, podendo ser um ou outra.

Paula Espíndola

Quem cuida da mente, cuida da vida!

#narcisista #psicopata #relacionamentospsicologia #paulaespindolapsicologa #terapeutasexual #insightpsique

Perguntas para psicóloga sobre RELACIONAMENTO AMOROSO

Perguntas para psicóloga sobre RELACIONAMENTO AMOROSO

  1. Estou gostando de uma pessoa, não sei como agir por conta das coisas de hoje em dia (mulher corre atrás de homem) e ele é tímido, na dele. O que posso fazer para dar sinais de que ele pode chegar em mim?

              Se você está realmente gostando dele e percebe que a recíproca é verdadeira, acredito que vale a pena investir.

              O olhar fala muito numa conquista amorosa, demonstre que está interessada, converse com ele, o diálogo aproxima os casais.

  • Eu tento me aproximar, mas ele sempre me rejeita. Como mostrar que quero conhecer a pessoa aos poucos?

              Para termos um relacionamento, precisa da vontade e disposição de ambos, porque o relacionamento amoroso é uma relação íntima, estabelecida entre duas pessoas que estão envolvidas afetivamente.

              Se ele não demonstra interesse e ainda te rejeita, acredito que você não deve investir nesse relacionamento.

              Temos que ir em busca de pessoas que nos queiram. Pense nisso!

  • Temperamentos diferentes (um muito brincalhão e o outro mais sério por exemplo) atrapalham o relacionamento?

              Depende de cada um, se você consegue lidar com essa situação.

              Temos que nos relacionar bem, entender e saber o que suportamos dentro dessa relação.

              O importante é ter objetivos e sonhos em comum.

  • Não gosto de homem que não luta pelo que quer, porém me interessei por alguém bem assim. E agora? O que faço?

              Se você não gosta de pessoas assim, eu te pergunto: Por que entrar num relacionamento assim?

              Uma pessoa que antes de se relacionar, você já tem críticas.

              Vá em busca de pessoas que te interessam, que tenha a ver com você e que admire.

  • Meu relacionamento começou muito bem, depois esfriou. O que posso fazer?

              Se seu relacionamento começou bem, depois foi esfriando, frustrando e muitas vezes até amargurando. Está na hora de rever o que te levou a isso:

  • perceba suas atitudes e comportamentos;
  •  reveja o que te faz agir de modo que leve a essa situação;
  • evite mudar o outro, ninguém muda ninguém.
  • O que leva ao fracasso de um relacionamento amoroso?

              Para evitar o fracasso nos relacionamentos amorosos, tem que tomar cuidado com algumas atitudes, como:

  • ciúme excessivo;
  • dependência do outro;
  • egoísmo, tem que saber dividir, compartilhe no relacionamento;
  • focar nos defeitos do outro, esquecendo dos seus próprios defeitos;
  • querer dominar o outro, a relação tem que ser algo leve, sem grandes cobranças;
  • falta de tempo, quando queremos sempre arrumamos tempo para a pessoa amada.
  • Quero me esforçar para ter um bom relacionamento amoroso. O que posso fazer?

              Acho muito bom, quando vejo pessoas querendo se esforçar para sempre melhorar o seu relacionamento.

              Então aqui vão algumas dicas:

  • parceria: estar sempre disposto a ouvir, trocar e apoiar sempre o seu parceiro;
  • confiança: confiar no seu parceiro, cumpra suas promessas;
  • empatia: colocar-se sempre no lugar do outro para ver como você se sentiria em determinada situação;
  • resiliência: aprender com aquilo que não deu certo e mudar suas atitudes;
  • admiração: admirar, reconhecer as atitudes do seu parceiro.

Vídeo do tema: Como manter um bom relacionamento amoroso?

Paula Espíndola

#relacionamentoamoroso #relacionamentospsicologia #paulaespindolapsicologa #insightpsique

A mãe narcisista e a psicoterapia

A MÃE NARCISISTA E A PSICOTERAPIA

              A mãe narcisista ou qualquer outro narcisista não vê a necessidade de procurar ajuda psicológica, pois se sentem muito grandiosos para isso.

              Caso dê abertura para entrar nesse assunto, algo que é muito raro por serem autoritárias e ardilosas, poderá fazer uma cena teatral mostrando arrependimento, tendo uma grande interpretação de personagem.

              Quanto mais os filhos entram nesse jogo, mais difícil será de se preservarem.

              Outro lado é que pode ser agressiva por achar um insulto a sugestão de apoio psicológico, deixando a relação ainda mais insustentável.

Paula Espíndola

Quem cuida da mente, cuida da vida!

#narcisista #psicoterapia #terapeutasexual #relacionamentospsicologia #paulaespindolapsicologa #insightpsique

Como colocar limite na mãe narcisista?

COMO COLOCAR LIMITE EM UMA MÃE NARCISISTA?

              A mãe narcisista está sempre disposta a criticar, desqualificar principalmente as filhas, deixando-a com a sensação de incapacidade e que não é capaz de agir por conta própria, ou seja, fará de tudo para destruir a autoestima.

              Colocar limites para uma mãe narcisista é bem diferente, pois não temos o poder de mudar ninguém, principalmente quando se trata de uma mãe narcisista.

              É fundamental para os filhos se preservarem o máximo que puder não criar expectativas de que a mãe mudará e acima de tudo investir muito em sua autoestima para ter força e coragem para tomar as suas próprias decisões.

Paula Espíndola

Quem cuida da mente, cuida da vida!

#relacionamentospsicologia #narcisista #paulaespindolapsicologa #terapeutasexual #insightpsique

O perfil de uma mãe narcisista

O PERFIL DE UMA MÃE NARCISISTA

              A mãe narcisista tem alguns traços que podem ser identificados, mas geralmente não é identificada desde o início.

              O perfil de uma mãe narcisista pode ser:

  • Abusiva, perfeccionista, incongruente, deslumbrada, egoísta, egocêntrica;
  • Dona da verdade;
  • Problemas de identidade;
  • Autoestima frágil;
  • Não tem empatia;
  • Distanciamento emocional;
  • Família e relacionamentos disfuncionais;
  • Vive de aparências;
  • Provoca discussões e brigas;
  • Sofre depressão;
  • Negligência emocional;
  • Não respeita limites da pessoa;
  • Exibe comportamento infantil;
  • Não admite responsabilidade, culpabilidade;
  • Não pede desculpas;
  • Não cumpre o que promete;
  • Monopoliza os recursos financeiros;
  • Normaliza o sofrimento alheio;
  • Tem opiniões extremas;
  • Lavagem cerebral;
  • Pratica bullying.

Importante frisar que a pessoa pode ter alguns traços narcisistas, mas não ter o transtorno de personalidade narcisista.

Paula Espíndola

Quem cuida da mente, cuida da vida!

#narcisista #mãenarcisista #relacionamentospsicologia #terapeutasexual #insightpsique #paulaespindolapsicologa